Nossa primeira Unidade, a Família

“Que haja paz, que haja guerra, que haja amor, que haja dor. Que haja família, seja lá como for”.

É no Todos Somos Um que chegamos ao mundo. Percebemos o mundo pela família, imersos em códigos de lealdade, honra e noções de justiça do núcleo familiar.

Avançamos. Projetamos estes códigos em nossas relações com outras pessoas, com figuras de autoridade, com o dinheiro, com a profissão, com o sexo, com os diversos papéis sociais.

Avançamos. O conflito. Quem eu sou? O medo, a insegurança, a sensação de não existência ou a existência no vazio, o nada.

Respira.

Nasce de novo. Olha para os teus. Reconhece os teus.

Reconhece a força da sua família. Reconhece o seu lugar na família.

Respira.

Nasce de novo. Perdoa os teus. Agradece os teus.

Ao perdoar, reconhece que entre os teus também há guerra e dor. Liberta. Ao agradecer, receba as bênçãos da sua família. Todas elas.

Respira.

Nasce de novo. Honra os teus. Honra a sua história.

Perpetua a tua família. Amplia suas conexões com o mundo e enraíza a sua força na família planetária.

Reconhece a própria origem, reconhece o seu espaço no mundo, existe.

%d blogueiros gostam disto: